Histórico

O boletim “Serviço Espírita de Informações” (SEI) surgiu por orientação do espírito Emmanuel, transmitida a um grupo do Lar Fabiano de Cristo (LFC), do Rio de Janeiro, por intermédio de Chico Xavier. Seus primeiros números foram elaborados pelo professor Carlos Torres Pastorino, responsabilidade que passou depois para as mãos do coronel Jaime Rolemberg de Lima, ambos fundadores do LFC e da Capemi, sua mantenedora. O primeiro SEI foi publicado em maio de 1965. Com o tempo, teve transformações em seu projeto gráfico e a circulação cresceu progressivamente. O primeiro boletim em esperanto, a língua da fraternidade, foi de julho/agosto de 1981. Em espanhol, de abril/maio de 1990. E, em inglês, de março/abril de 1994.

Em tempos de menos acesso à informação, o SEI chegou a ter mais de 18 mil destinatários no Brasil, e milhares de outros pelo mundo. Só sua edição em esperanto alcançou mais de cem países. Por longos anos o SEI em português circulou semanalmente e as edições internacionais, bimestralmente. A partir de outubro de 2009, iniciou nova fase. Passou a ser editado pelo Conselho Espírita Internacional (CEI) e a circular quinzenalmente no Brasil. Nessa época, já circulava também pela internet. Em janeiro de 2011, nova mudança: encerrou sua fase impressa, tornando-se exclusivamente virtual e mensal, mantendo-se inalterada a periodicidade nos outros idiomas. Em janeiro de 2014, o SEI ficou sob a tutela da Federação Espírita Brasileira (FEB), em cuja sede seccional, no Centro do Rio, mantém sua redação, também com o apoio do LFC.

Comments are closed.